Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hela

Another blog, same thing. ✨ Aqui falamos de moda, tendências, opiniões e muito mais.

21
Jun19

Um ano de Kiko e muito amor

Tita Vicente

É verdade, parece que foi ontem, mas este pequeno ser humano já preenche a minha vida há praticamente um ano. Foi um ano longo, de muitas aprendizagens, mas também de imenso amor e carinho.

Não é o meu primeiro animal de estimação, mas é o mais especial, pois é o primeiro que é totalmente meu. É o mais próximo que vou ter de um filho nos próximos 8 anos (altura em que já planeio começar a pensar em filhos). Nem sempre tudo foi um mar de rosas e ao início a adaptação foi bastante complicada porque ele era bastante reguila e traquina. Já me pregou vários sustos ao fugir de casa, já me partiu imensas coisas e já cheguei a casa depois de um dia cansativo para encontrar tudo de pernas para o ar, mas mesmo assim não o trocaria por nada deste mundo nem tão pouco me faz arrepender da minha decisão.

É a minha companhia diária quando estou sozinha em casa, é o melhor companheiro de cama que já tive, o melhor mimo matinal. Ele sabe quando estou triste e quando preciso de mais atenção e sabe pedir a dele quando ele necessita. É um gatinho tão inteligente que já sabe brincar de apanhar a bola tal como um cãozinho - e tenho vídeo que prova este feito - e atende pelo seu nome.

É muito especial para mim, - como já devem ter percebido - é o meu ser humano preferido. Um ano de Kiko, um ano de um amor incondicional e de uma vida muito mais preenchida. Parabéns ao amor da vida da "mamã".

 

60447985_121209932415633_853024749236584985_n.jpg

Imagem fotografada por mim

12
Jun19

Descobrir praias fora de Lisboa

Tita Vicente

Já é o meu segundo verão que vou passar em Lisboa, mas se o ano passado o tempo bom só começou a dar o ar da sua graça já era meio de julho, este ano a coisa está a ser diferente. A minha época balnear começou ainda era maio, e isso deixa-me muito contente. Viver em Lisboa implica viver "longe" da praia e se não tivermos um carro as hipóteses são ainda mais reduzidas, mas como este ano duas das minhas amigas têm ambas carro, tudo se tornou mais simples e decidimos que íamos tentar começar a explorar as praias mais fora daqui da zona, que acabam por ser também as praias mais concorridas
A primeira aventura foi para a Praia da Comporta, em Setúbal. Claro que isto é uma praia super conhecida, mas como é distante de Lisboa e nem toda a gente tem carro, acaba por não ter tantas pessoas. Eu adorei ir passar o dia lá, o tempo estava super agradável, tirando a parte de que perto das 17h veio uma rajada de vento que levou com ela metade das pessoas, mas depois voltou ao normal. O único contra - que para mim não é assim tão acentuado - é o facto de a água ser extremamente gelada. Para quem é do norte já está perfeitamente habituado a isto, mas para quem não é, acredito que deva ser uma "dor" pôr os pezinhos naquela água. 
Já a segunda aventura foi para a Praia do Rio de Prata, em Sesimbra. E meus amigos, que aventura! Esta praia não é de fácil acesso, ainda tem de se andar um bocado num caminho incerto até se chegar à praia. Ao irmos para lá foi tudo muito giro porque íamos a seguir umas pessoas que tinham deixado o carro ao nosso lado, o problema foi voltar porque basicamente perdemo-nos, andamos imenso tempo a tentar descobrir o caminho e ainda levámos quase 1h para conseguir regressar ao carro. No fim tudo correu bem, mas teríamos poupado imenso tempo e esforço se tivéssemos simplesmente marcado a localização do carro no Google Maps
Sobre a praia, eu adorei. Não dava para entrar no mar, ou pelo menos para nós era impensável, porque o mar estava muito bravo e com imensa força. Mas a água não era tão fria como na Comporta e a maior vantagem é que estava praticamente deserta! Tínhamos à nossa volta mais três ou quatro grupos, mas nada que incomodasse. 
Agora estamos a escolher a próxima praia, por isso, se tiverem sugestões de praia perto de Lisboa, sintam-se livres para as dar.

 

WeChat Image_20190604123210.jpg

Praia do Rio de Prata, Sesimbra | Foto tirada por mim.

10
Jun19

Um diário versão adulta

Tita Vicente

Há uns tempos vi um vídeo da Rochinha sobre um desafio de journaling e achei imensa graça e decidi começar a fazer. Confesso que ainda não consegui fazer os 21 dias seguidos, tem dias que chego a casa tão tarde que só quero dormir ou quando vou viajar também me esqueço de levar o caderno, mas tento ser o mais concistente a escrever que consigo.

Acho que isto é um diário de versão adulta porque não escrevo o que se passa no dia à dia, como faria se fosse adolescente provavelmente. Escrevo sobre assuntos que surgem no dia à dia, coisas que me acontecem e quero refletir sobre o assunto, algo que vejo em vídeos, etc. De certa forma este ritual de escrita diário tem-me ajudado a parar, pensar mais e desligar do mundo completamente nem que seja por 10/15 minutos.

O próximo passo será fazer o desafio de journaling da Filipa Maia. Existem ai adeptos deste método ou que tivessem ficado curiosos com o assunto?

 

ca2833f3f3199239d29169f81f23c97f.jpg

Imagem retirada do Pinterest

Pág. 1/2