Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hela | Moda e tendências

Um olhar diferente sobre a moda. ✨ Aqui falamos de moda, tendências, opiniões e muito mais.

15
Out19

Pensar em nós fora da caixa

10 coisas sobre mim, algumas não tão óbvias.

Tita Vicente

Depois de uma pausa, um pouco forçada, devido a umas semanas atribuladas no trabalho que me roubaram completamente a energia e a criatividade estou de volta. Pensei muito no que queria escrever para regressar e optei por copiar a ideia da Nala e escrever 10 coisas sobre mim que provavelmente vocês não sabem!  

 

  1. Eu amo chocolate. Se calhar vocês já sabem, mas eu adoro chocolate! De verão é uma coisa que vou só comendo quando me lembro, mas mal começa o tempo mais frio sinto que o meu cérebro quer automaticamente comer chocolate. 
  2. Podcasts. Ouvir podcasts tornou-se o meu novo vício. Os primeiros que ouvi achei super aborrecidos, depois viciei no Ask.tm e quando dei por mim já ouvia meia dúzia e estou sempre há procura de novos! (Se tiverem sugestões já sabem, podem deixar nos comentários) 
  3. Escrever. Foi algo que sempre gostei de fazer e que sempre me ajudou imenso durante várias fases da minha vida. A escrita sempre foi o meu refugio até porque nunca fui uma pessoa extremamente social e os blogues foram muitas vezes o meu escape durante a adolescência. 
  4. Nova Iorque. Se já leram a minha descrição aqui no blogue, esta é óbvia. É a minha cidade de sonho, não me perguntem porque, mas sinto uma conexão gigante com aquele lugar e um desejo enorme de explorar cada canto dele. 
  5. Adoro tecnologia. Não sou uma nerd, calma, mas adoro tecnologia! Adoro descobrir coisas novas e estar informada sobre os últimos lançamentos das marcas, especialmente no que toca a telemóveis e assim. 
  6. Sou super organizada. Mas podem levar isto a um nível de OCD misturado com Marie Kondo. Eu sempre fui uma pessoa extremamente organizada e detesto ver coisas fora do sítio. Aliás, eu chego áquele nível de que tudo tem o seu lugar e nada pode estar desviado dois milímetros do sítio.  
  7. Pinturas/Quadros. Se já viram a minha publicação sobre as paredes do meu quarto sabem que eu valorizo imenso arte, sobretudo quando vejo os artistas a fazer obras na rua.  
  8. Moda. Eu amo moda, descobrir estilos e criar combinações. Tudo o que envolva moda na verdade.  
  9. Redes sociais. Já as amei, já fui viciada e, hoje em dia, tento ser o mais desligada delas que consigo. Fiz uma limpeza muito grande nas pessoas que sigo e fiquei apenas a seguir aqueles que realmente sinto que me acrescentam alguma coisa.  
  10. Dormir. Eu adoro dormir, é algo que gosto imenso e que me faz não compreender as pessoas que não conseguem dormir ou que vivem com insónias. Eu cá prezo muito as minhas horas de sono!! 

 

Pensar em coisas não tão óbvias para escrever foi mais difícil do que eu estava à espera. No entanto, foi um bom exercício. Agora eu quero saber: quem vai aderir ao desafio? Ficaram surpreendidos com algum facto sobre mim? 

08
Set19

#setembrosemcarnept - Primeira semana

Tita Vicente

Depois de ter falado que no mês de setembro ia tentar não comer carne, questionei-vos se gostariam de saber como estava a ser o desafio para mim e visto que tanta gente respondeu que sim, aqui estou eu. Portanto, todas as semanas, ao domingo, durante o mês de setembro irá sair uma publicação a contar os maiores desafios da semana e falar um pouco da alimentação que fiz. Vou também tentar deixar-vos aqui algumas receitas que for encontrando para vos inspirar, quem sabe.

Antes de vos falar propriamente da minha experiência quero já deixar aqui um pequeno disclaimer de que eu não sou nutricionista, nem médica, nem algo parecido! Para fazer este desafio vi vários vídeos de nutricionistas no YouTube e comecei a seguir pessoas que já levam este tipo de dietas há vários anos. Procurem sempre ajuda profissional.

Eu comecei este desafio – não propositadamente – no dia 31 de agosto o que faz desta a primeira semana completa de desafio. Neste momento o balanço é positivo. Consegui passar a semana sem comer carne alguma e também não senti qualquer falta dela. Tal como vos tinha dito anteriormente eu já estava um pouco “enjoada” de comer sempre o mesmo e acho que também por isso esta semana foi mais fácil.

O fim de semana foi passado na praia, por isso, foi obrigatório optar por comidas mais leves. Optei por levar sandes, fruta, tomates cherry e bastante água para hidratar. Os jantares foram apenas sopa, pois como chegava tarde não tinha grande vontade para cozinhar. Nos primeiros dois dias da semana estive mal do estômago, o que me deixou resumida a comer sopa e fruta durante dois dias. A sopa foi basicamente um elemento que passou, novamente, a fazer parte da minha ementa diária. É algo que eu costumo comer com regularidade e que sempre gostei bastante e que nesta aventura, no meu ver, ajuda a dar um boost de energia e a sentir-me mais saciada.

Na quarta, ao almoço, continuei apenas a comer sopa e fruta, mas ao jantar como fui ao concerto da Billie acabei por comer no shopping. A minha escolha lá foi uma sandes de salmão na Pans. Quinta feira a refeição ao almoço passou por uma sopa e uma veggie bowl de quinoa da Iglo. Estes preparados congelados são muito práticos e muito bons! O meu preferido é este que vos falei em cima, mas já os experimentei a todos. O continente também tem uma versão low cost deste produto!

Nos últimos dois dias da semana, fiz uma pequena asneira. Na sexta feira tinha um almoço da empresa e na ementa para entrada havia um carpaccio de novilho com molho pesto e eu não fui capaz de não provar, o resto do almoço voltei para a linha e pedi um lombo de atum com um molho diferente. Ao jantar a minha mãe fez uma mistura de legumes com alguns camarões cozidos. Ontem ao almoço voltei a repetir uma sandes da pans e ao jantar  fui ao sushi com os meus pais. 

A primeira semana do desafio está concluída com sucesso e um pequeno deslize. Confesso que achei que iria ser mais complicado. E vocês, eram capazes de embarcar neste desafio? 

 

Atenção: o facto de eu estar mal disposta não teve nada a ver com o facto de não comer carne, eu simplesmente comi algo estragado ou estava com o estômago mais sensível e algo me caiu mal.

02
Set19

Setembro dos recomeços

Tita Vicente

Não sei para vocês, mas para mim, mesmo depois de já não ser estudante, setembro continua a ser visto como um novo recomeço. É quase uma espécie de ano novo novamente. Setembro sempre significou realinhar os pensamentos, tomar novas decisões e repensar as antigas, de criar novos desafios para os últimos meses do ano. 

Este setembro é sinal de regresso ao ginásio e de um desafio que gostava muito de levar até ao fim onde me propus a passar este mês sem comer carne. Calma, não pretendo virar vegetariana, mas a verdade é que já há algum tempo que não tenho vontade de comer carne e que sinto que estou sempre a comer a mesma coisa. Por isso, quando vi o desafio que andava a circular na internet #setembrosemcarnept, decidi juntar-me a ele. Comecei no dia 31 de agosto, involuntariamente, mas confesso que estes dois primeiros dias não senti falta absolutamente nenhuma da carne. Andei a pesquisar receitas novas na internet e sobretudo substitutos de carne que os vegetarianos costumam usar. Consegui ainda arrastar a minha mãe para o desafio, o que parecendo que não me deixa com uma motivação extra, pois acabamos por trocar imensas ideias de comidas que podemos fazer. 

Ao longo do mês de setembro estou a pensar fazer um update semanal, talvez ao domingo, aqui no blogue para vos contar um pouco mais dos desafios que sinto e das comidas que fiz. Gostavam de ver? 

10
Jun19

Um diário versão adulta

Tita Vicente

Há uns tempos vi um vídeo da Rochinha sobre um desafio de journaling e achei imensa graça e decidi começar a fazer. Confesso que ainda não consegui fazer os 21 dias seguidos, tem dias que chego a casa tão tarde que só quero dormir ou quando vou viajar também me esqueço de levar o caderno, mas tento ser o mais concistente a escrever que consigo.

Acho que isto é um diário de versão adulta porque não escrevo o que se passa no dia à dia, como faria se fosse adolescente provavelmente. Escrevo sobre assuntos que surgem no dia à dia, coisas que me acontecem e quero refletir sobre o assunto, algo que vejo em vídeos, etc. De certa forma este ritual de escrita diário tem-me ajudado a parar, pensar mais e desligar do mundo completamente nem que seja por 10/15 minutos.

O próximo passo será fazer o desafio de journaling da Filipa Maia. Existem ai adeptos deste método ou que tivessem ficado curiosos com o assunto?

 

ca2833f3f3199239d29169f81f23c97f.jpg

Imagem retirada do Pinterest