Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hela | Moda e tendências

Um olhar diferente sobre a moda. ✨ Aqui falamos de moda, tendências, opiniões e muito mais.

14
Set19

Ser feminista no século XXI

O que é para ti ser feminista?

Tita Vicente

No outro dia escrevi uma publicação sobre a responsabilidade de ser influenciador, nomeadamente sobre o caso da Mafalda Sampaio não saber a definição de feminista. Tudo aquilo me chocou, mas no fim percebi que ela não era a única. Após uma sondagem no Instagram dela, percebi que a desinformação é, na verdade, muito maior visto que 47% das pessoas também, tal como ela, tinham uma ideia errada do feminismo. Se calhar é só a mim que me choca, que sempre procurei imensos exemplos na internet, que li livros sobre o assunto e que sempre me preocupei em estar informada sobre este assunto. Foi um tema que sempre me tocou particularmente e, por isso, acho que sempre procurei saber mais e mais e nunca identifiquei uma feminista como alguém que odeia homens.

Ser feminista para mim sempre teve a ver com a igualdade de géneros, com a oportunidade de lutar para dar voz a mulheres que vivem em países onde ainda são oprimidas. Vai muito para além de pregar ao mundo que se odeia homens e de passar a ideia de que a mulher é um ser completamente superior ao homem. Acredito na meritocracia e na igualdade de oportunidades. Não consigo perceber como existem mulheres por aí que se dizem feministas, mas tudo o que fazem é serem, como um amigo meu diria, feminazis. Faz-me confusão que em pleno século XXI, para além de se lutar pela igualdade, também tenhamos de lutar para combater a desinformação sendo que tudo está à distância de uma pesquisa hoje em dia.

Na publicação que fiz alguém deixou um comentário a dizer que o próprio dicionário dá várias definições do assunto e a verdade é que ao longo do tempo a definição de feminismo foi atualizada, como tudo na vida, porque sofreu várias transformações. Tal como respondi aquele comentário - e já disse aqui antes - para mim ser feminista é lutar pela meritocracia nos países onde já temos uma voz e pela igualdade de direitos nos países onde isso ainda é um tabu. É lutar para que as melhores que não são donas de si o possam ser.

Vou deixar-vos aqui um link de dois textos que gostei muito. Num deles explicam-se conceitos feministas que todos deveriam conhecer e no outro fala um pouco mais profundamente do feminismo radical. Deixo-vos ainda dois livros da Chimamanda Ngozi Adichie, “Querida kjheawele - como educar para o feminismo” e “Todos devemos ser feministas”. São de leitura super fácil, muito pequenos e que dão as ideias essenciais para quem quer começar a perceber mais do assunto.

Gostavam que abordasse mais sobre este tema aqui no blogue? Não deixem de partilhar a vossa opinião sobre este assunto.

02
Abr18

Alguém morreu e nós ainda devíamos estar a falar disso

Tita Vicente
Sei que já venho "atrasada" neste assunto, mas sinceramente acho que deveria ser um tema que não deveria ter sido abandonada de imediato pela comunicação social. Vamos falar da morte da ativista e feminista Marielle Franco.
Em pleno século XXI uma mulher foi morta pelo trabalho que exerce, pelas ideias que defende por lutar por um mundo melhor e mais justo.
Isto é triste, muito triste. E apesar de a sua morte ter feito capa de jornais um pouco por todo o mundo rapidamente se passou ao próximo assunto. A urgência de seguir em frente porque o mundo não para assusta-me. Espero que o facto de a Marielle ter sido morta dê ainda mais coragem às pessoas para lutarem por os ideais que ela defendia.
 

a32322ed3b6852aff752c4cc3788efd5.jpg

Imagem retirada do Pinterest

29
Mar18

Livros sobre feminismo

Tita Vicente

Eu tinha prometido esta espécie de review dos dois últimos livros que li porque acho que merecem um post só para eles. São sobre feminismo. São de uma mulher que é uma das vozes mais ouvidas do movimento feminista. São dois livros incríveis que nos ensinam muito.
Não se deixem levar por serem livros pequenos porque cada página está carregada de ensinamentos. E não existem palavras que eu diga que vos expliquem o quão bom o livro é. Quando acabei os livros fiquei com vontade de ler mais sobre o assunto, de conhecer mais, de me dedicar mais à causa. Acho que toda a gente independentemente de ser homem ou mulher deve ler estes livros porque a cultura não ocupa espaço e o saber não tem limites. E foi graças a eles que o meu gosto pela leitura cresceu e se intensificou o que os torna ainda mais especiais na minha vida. 

 

ep Outin Style!.png

Imagem criada através do Canva

08
Mar18

Feminista

Tita Vicente

Hoje celebra-se o Dia Internacional da Mulher e, mais do que nunca, é importante celebrar este dia. É importante relembrar que ainda existe um longo caminho para atingirmos a igualdade de género. É importante falar de feminismo, mas de feminismo a sério, sem extremos. É altura de continuar a fazer história.

 

28763596_976436792512229_4920181854167891968_n.jpg

Imagem retirada do Instagram da Miss Guided